O Papa: continuem como artesãos de paz na Península coreana

O Papa: continuem como artesãos de paz na Península coreana

”Faço votos de que aqueles que estão trabalhando pela reconciliação na Península coreana continuem com o compromisso renovado de serem bons artesãos de paz, encorajando todos a um diálogo respeitoso e construtivo para um futuro cada vez mais brilhante”, diz o Papa Francisco na mensagem à comunidade coreana de Roma por ocasião da celebração deste sábado (21/08) na Basílica de São Pedro, no Vaticano, pelos 200 anos de nascimento de Santo André Kim Taegon, primeiro sacerdote católico coreano

Raimundo de Lima - Vatican News

Ouça e compartilhe!

“Deus Pai quis dar na pessoa de Santo André Kim um testemunho exemplar de fé heroica e um apóstolo incansável da evangelização em tempos difíceis, marcados pela perseguição e pelo sofrimento de seu povo.”

É o que diz o Papa Francisco na mensagem por ocasião da celebração na tarde deste sábado (21/08), na Basílica de São Pedro, no Vaticano, pelo bicentenário de nascimento de Santo André Kim Taegon, primeiro sacerdote católico coreano, cuja missa foi presidida pelo prefeito da Congregação para o Clero, o arcebispo coreano Lazarus You Heung-sik.

Ele, juntamente com seus Companheiros, disse o Santo Padre, “mostrou com alegre esperança que o bem prevalece sempre, porque o amor de Deus vence o ódio”.

Redescobrir a importância da missão de cada batizado

“Também hoje, diante das muitas manifestações do mal que desfiguram o belo rosto do homem, criado à imagem e semelhança de Deus, precisamos redescobrir a importância da missão de cada batizado, que é chamado a ser em toda parte um trabalhador de paz e de esperança, disposto, como o Bom Samaritano, a curvar-se sobre as feridas de todos aqueles que anseiam por amor, ajuda ou simplesmente um olhar fraterno”, lê-se ainda na mensagem.

 

O Pontífice aproveita a oportunidade para agradecer de todo o coração a toda a comunidade eclesial coreana por sua grande generosidade em apoiar a campanha de vacinação anticovid-19 em favor dos países mais pobres.

Francisco conclui fazendo votos de que aqueles que estão trabalhando pela reconciliação na Península coreana continuem com o compromisso renovado de serem bons artesãos de paz, encorajando todos a um diálogo respeitoso e construtivo para um futuro cada vez mais brilhante.

Categoria:

Deixe seu Comentário